Relato de Experiência: Diário de Bordo

ESPEP 2016 em Praga

​​

Diário de Bordo da Joana Ariosa

II - Viagem e Chegada

Dia antes do estágio:

Após uma noite sem dormir, típica de quem deixa a mala para último e decide ir despedir-se dos amigos, conjugando com o facto de ter de estar antes das 6 da manhã no aeroporto, originou uma viagem um pouco atormentada e umas péssimas horas a tentar dormir quando fazia escala em Frankfurt. Cheguei a Praga às 17:30 e a Klára, previamente já tinha contactado alguém para me ir buscar e lá estava a Zuzana à minha espera para me levar à residência.

Primeiro fim de semana:

Tive a oportunidade de tratar de algumas burocracias, como passe de transportes, seguros e contratos, mudar de residência, mas também visitar um pouco a cidade. Tanto parti à descoberta de mapa na mão, como tive a companhia de Klára. Entretanto jogava Portugal, e claramente, a Klára e Zuzana mesmo não gostando de desporto, foram aliciadas/obrigadas a ver um jogo e tiveram a oportunidade de festejar com outros portugueses que por acaso encontramos.

Ora agora, o mais importante - os primeiros dois dias de estágio (1º e 2º dia):

Os primeiros dois dias, começaram bem cedo, às 6 da manhã, para apanhar o eléctrico para a clínica.  Na paragem está esta paisagem que pouco se vê na fotografia, mas faz com que compense a residência não se situar no centro da cidade. Iniciei o meu estagio a acompanhar um médico nas provas de esforço de jogadores de hockey. Foi também possível observar sessões de correcção postural com especial atenção a pormenores. O mais relevante, a meu ver, foi perceber a dinâmica de como o instituto funciona: cada fisioterapeuta tem o espaço, com tudo a sua disposição e tem a 1 hora sem interrupções e exclusiva ao utente, o que torna toda a intervenção muito pormenorizada. Até ao momento, estive com vários fisioterapeutas, com cada um foi possível observar abordagens diferentes em diversas condições. Apesar de me explicarem ou de rever intervenções já familiares, foi possível aprender sempre algum complemento a estas, algo a acrescentar e isso para mim é o que torna esta experiência interessante.


Joana Ariosa

© 2018 GIMJF || Grupo de Interesse - Movimento Jovem na Fisioterapia